Translate

domingo, 23 de agosto de 2015

Convento da Penha

O Convento da Penha, pra mim, é um dos lugares mais lindos do mundo! Situado em Vila Velha, é um dos ícones do Espírito Santo e um dos locais de maior paz, pra mim. Sempre que vou lá saio renovada. Fora que a vista de Vitória é de tirar o fôlego.

O Santuário de Nossa Senhora da Penha foi fundado por Frei Pedro Palácios, que chegou ao ES em 1558, trazendo consigo o Painel de Nossa Senhora das Alegrias. O convento foi construído em um penhasco de 154 metros de altitude - imagina subir com as coisas até lá em cima.

Como é o principal monumento religioso do Espírito Santo, era natural que surgisse sobre ele, sobre sua padroeira e sobre o próprio frei Pedro Palácios, fundador do santuário, um conjunto de lendas populares. Uma dessas lendas fala do desaparecimento, por três vezes consecutivas, do quadro de Nossa Senhora, que frei Pedro trouxe pra cá. E por três vezes o quadro foi encontrado no alto da penha, numa evidente revelação de que era ali que o frei deveria construir o convento, num ponto situado entre duas palmeiras. Por isso, a primeira igrejinha, que deu origem ao convento da Penha, foi conhecida com o nome de ermida das Palmeiras.

Uma outra lenda fala da fonte de Nossa Senhora que brotou no alto do penhasco, logo que a construção do convento teve início, possibilitando a realização das obras. A fonte estancou depois que as obras terminaram.

Quer saber como chegar lá? Clique aqui. Aprecie sem moderação!












terça-feira, 30 de junho de 2015

Do aeroporto ao Centro de Curitiba (PR)

O aeroporto de Curitiba, no Paraná, não fica exatamente na cidade. Ele fica localizado em São José dos Pinhais, cerca de meia hora de carro do centro da cidade. Além dos ônibus normais (há uma linha que vai até o aeroporto, eu já peguei e é bem tranquilo), existe o ônibus executivo. Quando você sai do desembarque, atravessa a porta de saída e vira à direita, você vê já a cabine de pagamento e a fila desse ônibus (aliás, fica em frente ao tubo do ônibus de linha).

A tarifa é de 13 reais (preço de junho de 2015) e há paradas na Rodoferroviária, no teatro Guaíra, na Receita Federal, na Biblioteca Pública, na Rua 24 horas e, por último, no shopping estação. De lá, retorna ao aeroporto. Eu acho o serviço muito bom, tem diversos horários e ele costuma ser bem pontual. Se quiser conferir os horários pode entrar no site www.aeroportoexecutivo.com.br.


segunda-feira, 15 de junho de 2015

Comida peruana em SP: Huaco Restobar

Continuando na vibe "Magali", preciso dizer que eu adoro comida peruana - e as bebidas também hehe. E na última vez que estive em São Paulo, tive a oportunidade de conhecer o Huaco Restobar, e posso dizer que me encantei! Além dos drinks personalizados, a comida é simplesmente divina! Até o polvo, que é uma coisa que não costumo comer muito, estava completamente saboroso! Sem falar nos diversos tipos de ceviche (tá, aqui é meu ponto fraco, eu amo de paixão ceviche!!).

Localizado em Pinheiros, na Rua Fradique Coutinho, 832, o Huaco funciona de terça a quinta, das 19h às 24h; sexta, das 19h a 1h; sábado, das 13h às 17h e das 20h a 1h; e domingos e feriados das 13h às 17h.



domingo, 14 de junho de 2015

Restaurante em Porto Alegre: Delícia Natural

Um dos lugares que mais gostei de comer em Porto Alegre foi o restaurante Delícia Natural, que fica no bairro Moinhos de Vento. A variedade de comida é ótima e, além de sopas, saladas e carne, no preço do buffet está incluso a sobremesa. Muito bom, vale a pena!

Rua Dr. Florêncio Ygartua, 70
Moinhos de Vento
Porto Alegre
(51) 3013-6222

sábado, 13 de junho de 2015

Fondue em Canela (RS): Chez Lys Blanc

Não é barato. Mas estou pra dizer que foi um dos melhores fondues que comi na vida o do Chez Lys Blanc, em Canela (RS). A sequência de fondue começou com o queijo - que era queijo de verdade, diferente de alguns que são vendidos em Gramado e Canela - e estava saborosíssimo, assim como o restante. Depois foram as carnes na pedra e, por último, o chocolate, que poderíamos escolher dois entre três tipos: ao leite, branco e trufado. Escolhemos o ao leite e o branco e não nos arrependemos. Sem falar da variedade das frutas que vieram.

Para acompanhar escolhemos um Lambrusco italiano muito bom, levinho, ótimo! O atendimento do restaurante foi impecável. Tudo perfeito, de verdade. Valeu cada centavo (e não foi pouco) que pagamos.

O restaurante fica na Avenida Osvaldo Aranha, 437 e tem estacionamento. Ele também tem serviço de transfer, só passar lá e agendar ou ligar no telefone (54) 3282-3083. Costuma ficar bem cheio nos fins de semana, por isso, chegue cedo!



sexta-feira, 12 de junho de 2015

Santiago: Tour na Concha y Toro

Ir para Santiago, no Chile, e não visitar uma vinícola, pelo menos, é praticamente impensável. Mas como eu sou "diferente" e da primeira vez não havia dado tempo de fazer o passeio haha, desta vez acabei sucumbindo ao clamor popular e decidi ir. Na companhia do meu amigo chileno Diego, decidi visitar a Concha y Toro - que, inclusive fica perto da casa dele.




Para chegar é fácil, dá para pegar o metrô e um ônibus e tem ponto na porta da vinícola. Só não sei dizer qual ônibus pega, porque eu fui com o Diego e ele mora lá perto, então acabamos indo de carro mesmo. Mas nada que o Google não resolva ou que os santiaguinos não saibam - e eles dão informação numa boa :P




Na verdade o bom é agendar a visita. A minha estava agendada para 14 horas, mas tive um pequeno contratempo no voo de volta de Calama pra Santiago (alguns "jênios" decidiram deixar 80% das malas do pessoal do voo em Calama porque o avião estava pesado demais e tive que esperar 1h30 no aeroporto de Santiago elas chegarem porque enviaram no voo seguinte). Mesmo assim, o Diego ligou pra lá e conseguiu reagendar pras 16h. Mesmo sem agendar, no dia que que fomos daria pra entrar numa boa, mas tem dias que lota. O custo da brincadeira: 20 mil pesos (cerca de R$ 100).

Há tours em português, inglês e espanhol. No horário que fomos era em espanhol, mas a guia, por coincidência, era brasileira e acabou fazendo grande parte dele em português - acho que só o Diego e um casal não eram brazucas hahaha.


Durante o tour você conhece a casa dos donos da vinícola, pode provar algumas uvas (cuidado com as abelhas!!!) e tem duas degustações - uma de vinho branco e uma de vinho tinto. Também tem uma parte que conta a lenda do Casillero del Diablo, hoje uma das linhas mais famosas da Concha y Toro. Na última degustação você ganha a taça, o que é um ótimo presente pra trazer pra casa.


Por último, você ainda pode comprar alguma coisa pra comer no restaurante ou comprar vinhos e outros presentinhos na lojinha - tem um vinho de uma coleção especial que eles vendem lá e é mais barato que o supermercado. Do resto, é bem parecido com os preços do supermercado. Ah, e fica aqui a dica se você quiser trazer as garrafas na mala: Como levar garrafa de bebida na mala sem quebrar



















quinta-feira, 11 de junho de 2015

Hostel em Mendoza, Argentina

Mendoza é uma cidade linda, encantadora e com certeza está na lista das que eu vou voltar numa oportunidade breve. Por lá, fiquei hospedada no Hostel Suites Mendoza, com uma localização excelente. Os quartos eram bem espaçosos e num dos dias teve noite do hamburguer no terraço, em que cada hóspede ganhava um hamburguer :)

Além de ficar na frente do mercado e perto de tudo, aproveitamos a agência dentro do hostel para fechar nossos passeios pela cidade, já que teríamos pouco tempo por lá! Foi muito legal! Indico!