Translate

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Antes de viajar!

Dicas para antes de viajar:

Febre Amarela - para conseguir o visto ou a entrada em alguns países, é necessário apresentar o certificado internacional de vacinação contra febre amarela. A vacina, com validade de dez anos, é fornecida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária e pode ser tomada gratuitamente nos postos de saúde ou nos principais aeroportos do país, dez dias antes da viagem, no mínimo.

Vistos - Atualmente, os 27 países membros da União Europeia não exigem visto de brasileiros e, carimbando o passaporte em qualquer um deles na entrada, você pode circular pelos demais por até 90 dias (renováveis por mais 90).

*Países membros da União Europeia: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Polônia, Portugal, República Tcheca, Romênia e Suécia.
 
América do Sul - O único país que exige visto na América do Sul é a Guiana Francesa. Os países do Mercosul (Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai), mais a Colômbia e o Peru, podem ser visitados apenas com a carteira de identidade, de preferência, com uma foto tirada há menos de dez anos.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Atendimento medico gratuito no exterior

A maioria dos brasileiros desconhece um importante convênio firmado entre o Brasil e outros cinco países: Chile, Portugal, Itália, Grécia e Cabo Verde, que permite o atendimento médico gratuito na rede pública desses países. Esse acordo estabelece benefícios aos brasileiros segurados pela Previdência Social, dentre eles os empregadores, domésticos, autônomos, avulsos, temporários e  aposentados. Na Argentina e no Uruguai, nem é preciso ser segurado do INSS para ter o benefício.

Para obter os serviços desse acordo internacional, é preciso portar o Certificado de Direito à Assistência Médica (CDAM), que será emitido para as seguintes categorias, mediante estes documentos:

• Para empregados com carteira de trabalho assinada - cópia do CPF (Cadastro de Pessoa Física); cópia do passaporte; cópia da carteira de trabalho (qualificação e contrato de trabalho), com a data de filiação ao Regime Geral de Previdência Social; cópia dos três últimos comprovantes de contribuição ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

• Para trabalhadores autônomos, que recolhem o INSS - cópias do CPF, do passaporte e dos três últimos comprovantes de contribuição ao INSS.

• Para empregadores e seus dependentes - cópias do CPF, do passaporte, do contrato social e do último GRPS.
• Para aposentados - cópias do CPF e passaporte, além do número do benefício.

Os cônjuges e dependentes (menores de 21 anos) também poderão usufruir dos benefícios. O certificado é emitido de forma gratuita, no prazo de até dois dias e com validade de um ano, com direito a renovação. É sempre bom poder validar o direito aos acordos internacionais celebrados pelo Brasil com outros países, principalmente se você for uma pessoa que frequentemente viaja para o exterior. Vale destacar novamente que o atendimento será feito por meio das redes públicas.

Tão ou mais importante é adquirir um seguro de assistência, para realizar viagens internacionais, principalmente se o roteiro inclui países que não estão inseridos nesse acordo. Os seguros de assistência internacional oferecem atendimento em hospitais particulares e disponibilizam coberturas tais como morte, invalidez por acidente e perda de bagagem, entre outros serviços.

A emissão do CDAM só está disponível nas capitais. Em Belo Horizonte, o endereço é: rua Espírito Santo, 500, sala 1203, no Ministério da Saúde - setor de Acordos Internacionais. O horário de funcionamento é das 8h às 17h. Para saber mais, ligue:            (31) 3248-2814      .

Você pode conferir todas as informações no website: http://sna.saude.gov.br/cdam